Buen Camino

Caminho de Santiago de Madrid

By janeiro 28th, 2020 No Comments
Caminho de Madrid: seu símbolo pelas ruas do norte da cidade

Há tantas rotas do Caminho de Santiago pelo mundo todo que às vezes é difícil encontrar aquela que conseguimos percorrer de acordo com nosso tempo e prioridades. Tenho algumas amigas em Madrid que são entusiastas do Caminho e decidiram se reunir e fazer etapas curtas nos fins de semana, então convidei a Camila Levy, do blog Con Su Lado de Ca, pra contar sobre sua aventura pelo Caminho de Santiago de Madrid.

Esse Caminho começa na capital espanhola e, depois de 323 quilômetros, chega a Sahagun, cidade considerada o centro geográfico do Caminho Francês.

Nesse post a Camila conta como são as primeiras etapas desse percurso (já que ela continua percorrendo-o quando pode – e quando não faz tanto frio), as decisões que ela e seu grupo tomou sobre onde começar e como fazer a logística de ir em transporte público e retornar ao final do dia a Madrid, ou usando carro e transporte público, para voltar e dormir casa no final da jornada.

É uma boa oportunidade pra quem quer usar os finais de semana para se desconectar da capital, respirar ar puro, fazer exercício e conhecer lugares pitorescos perto de Madrid. Sem mais delongas, deixo a palavra com a Camila!

Caminho de Madrid: começa na Igreja de Santiago e San Juan Bautista

Ponto de início do Caminho de Madrid, a igreja de Santiago e San Juan Bautista

Caminho de Santiago de Madrid

Muita gente ainda confunde o Caminho de Santiago por um caminho que o apóstolo Santiago percorreu. E logo ficam confusas quando se dão conta que existem vários “Caminhos de Santiago”. Isso é normal e muita gente pensa a mesma coisa, porém temos que deixar claro que o Caminho de Santiago é o caminho QUE LEVA a Santiago – e por essa razão existem várias rotas.

A maioria das pessoas que faz o Caminho de Santiago segue a rota do Caminho Francês, que é a mais conhecida e famosa – e a mais estruturada. Os últimos 100 km completados são suficientes para conseguir a Compostela – que é o certificado do Peregrino. Enquanto estas etapas podem ser finalizadas em 5 dias, o Caminho Francês total tem 800 km e muitas pessoas tiram um mês inteiro para percorrê-lo.

Leia também esses posts sobre o Caminho:

Alguns peregrinos percorrem o Caminho para reflexionar sobre a vida, outros por motivos religiosos, outros por esporte ou até outros por turismo. Cada um com o seu motivo, porém, na realidade, o Caminho nos traz uma vibe, um momento de conexão, horas para pensar na vida, revisar pensamentos e prioridades ou simplesmente relaxar enquanto completamos as diferentes etapas.

O Caminho começa quando decidimos percorrê-lo, ainda que muita gente pense que começa quando começamos a primeira etapa. Ao pisar fora de casa já estamos no Caminho.

Caminho de Santiago de Madrid: Placa do Caminho em Plaza de Castilla

Placa em Plaza de Castilla, Madrid

Caminho de Madrid

Nós que vivemos em Madrid, e não podemos sempre escolher uma das dezenas de rotas do Caminho de Santiago, temos uma opção de buscar essa vibração especial de outra maneira. SIM, existe um Caminho de Santiago que começa em Madrid, mais precisamente na Igreja de Santiago e San Juan Bautista, que fica na Calle de Santiago, bem perto da Ópera e do Palácio Real.

Várias pessoas do BLPM e outros amigos e amigas são super pró-Caminho, e já fizeram distintas rotas. Então decidimos criar um grupo no Whatsapp para combinar de irmos juntos fazer algumas etapas do Caminho de Madrid nos finais de semana. Conto a seguir as rotas que fizemos e alguns detalhes de logística para dar um empurrãozinho pra você conhecer esse caminho!

Caminho de Santiago de Madrid: Camila em um mohón do caminho

Camila em um mohón (tóten) do Caminho de Santiago de Madrid

Primeira etapa: Madrid – Tres Cantos (25,2 Km)

A primeira etapa do Caminho de Santiago de Madrid chega a Tres Cantos, que está há 25,2 km da Igreja de Santiago e San Juan Bautista, que fica no centro de Madrid. Na primeira vez que fizemos este trajeto, decidimos nos encontrar nas Quatro Torres da região da Plaza de Castilla e começar a peregrinação neste ponto. Por quê? Para evitar sair muito cedo e ter que fazer uma parte grande da etapa em um entorno muito urbano – carros, ônibus, pessoas e avenidas grandes não são exatamente coisas que queremos encontrar no Caminho.

Depois de alguns quilômetros no norte de Madrid, começamos já a encontrar uma rota mais rural e com um pouco mais de ar puro, ainda que estivéssemos muito próximos da cidade. No Caminho fomos buscando as famosas setinhas amarelas que nos guiavam em direção a Santiago, e logo também encontramos alguns totens que indicavam os quilômetros que faltavam para chegar a Santiago de Compostela.

Vimos muitas pessoas passeando de bicicleta e/ou com seus cachorros, famílias, etc. Era um dia de sol de fim de verão e a temperatura estava mais do que perfeita.

Fomos caminhando e passando por Fuencarral e El Goloso, e então decidimos parar pra descansar e comer algo.

As Quatro Torres foram ficando pra trás enquanto a paisagem rural foi intensificada. Desde longe avistamos Tres Cantos e pensamos: nossa, já estamos bem perto! Isso foi um ledo engano!

Caminho de Santiago de Madrid: Paisagem rural e 4 torres

Paisagem rural e 4 torres ficando pra trás

O Caminho faz uma curva longa e o que estava bem na nossa frente, foi ficando mais à direita enquanto dávamos uma grande volta pelo Caminho. As bicicletas e cachorrinhos foram substituídas por vaquinhas, cavalinhos e porquinhos – nada que tirasse nosso bom humor – e assim seguimos até atingir o destino final desta etapa que era Tres Cantos. O trajeto total durou 4h30, com duas paradas para comer algo e descansar.

A etapa não é nada difícil, o Caminho é bem linear e as estradas para caminhar são bem espaçosas. Porém, não há nada no meio do Caminho, como um bar ou padaria, para parar e comprar algo para comer e descansar. A comida e a água devem ser trazidas de casa, ou só poderão ser compradas em Tres Cantos.

Aproveitamos este pueblo para comer os famosos Manolitos! E também paramos para tomar uma Coca-Cola com Patatas Bravas antes de voltar pra Madrid.

O trem Cercanías chega até Tres Cantos, então foi fácil e barato pegar o trem de volta para Madrid, onde nos despedimos e fomos pra casa. Foi um dia maravilhoso na vibe do Caminho de Santiago.

Caminho de Santiago de Madrid: porquinhos e outros animais

Porquinhos e outros animais no Caminho de Santiago de Madrid

Segunda etapa: Tres Cantos – Manzanares el Real (25,3 Km)

Com este mesmo grupo fizemos a etapa de Tres Cantos a Manzanares el Real em outro fim de semana, mas desta vez fomos de carro até Tres Cantos e deixamos os carros na estação de trem.

Ao contrário da etapa inicial do Caminho de Madrid, a rota da etapa 2 é um pouco mais complicada, com descidas e pisos de rocha que se soltam. Foi preciso tomar mais de cuidado para não acontecer nenhum acidente.

Igualmente, a comida e água foram levadas de casa, e as paradas foram pelo meio do Caminho, sem muita estrutura. Manzanares el Real tem um castelo lindo e algumas opções de bares montanheiros para um almoço tarde, depois das 6 horas de caminhada.

Para voltar a Madrid pegamos um ônibus até Três Cantos e voltamos de carro.

Caminho de Santiago de Madrid: Castelo de Manzanares el Real

Castelo de Manzanares el Real

Terceira etapa: o grupo fez a etapa 4 Cercedilla – Segóvia (30,4 Km)

A terceira e última etapa que fizemos do Caminho de Santiago foi, na realidade, a etapa 4 (pulamos a 3) – uma parte do trecho entre Cercedilla e Segóvia. Deixamos o carro em Las Dehesas e começamos a subir a Calçada Romana, datada do século III.

Esse trecho foi extremamente duro, já que as rochas da Calçada estão bem soltas, e é preciso tomar cuidado e fazer força constantemente. Essa parte do Caminho fica em um local com muito mais bosque e animais, então fazia um pouco mais de frio também.

Ao chegar em Puerto de Fuenfría demos meia volta e fomos de volta a Las Dehesas pois já não daria tempo e não tínhamos energia para chegar a Segóvia.

Caminho de Santiago de Madrid: parte do grupo

Pausa pra sanduíche, água e descanso!

Nossa próxima ideia seria terminar o percurso entre Cercedilla e Segóvia, passar a noite por lá e no dia seguinte fazer a etapa entre Segóvia e Santa Maria la Real de Nieva.

Desta maneira conseguimos trazer o Caminho de Santiago para a nossa rotina e realidade, e ainda assim, passar horas muito legais com os amigos enquanto vamos, cada um de nós, aproveitando o momento de peregrinar mais uma vez.

¡Buen camino!

 

Raio X do Caminho de Santiago de Madrid

Caminho de Santiago de Madrid: vilarejos à vista!

Esse caminho foi recuperado a partir do ano de 1996 pela Associação dos Amigos dos Caminhos de Santiago de Madrid e é mantido pelas associações de Madrid, Segovia, Valladolid e Medina do Rioseco.

O ponto de partida é a Igreja de Santiago e San Juan Bautista, que fica em pleno centro de Madrid, perto do Palácio Real e do metrô Opera. Lá você poderá obter a credencial específica desse caminho e o primeiro carimbo.

Se junta com o Caminho Francês na cidade de Sahagún, considerada o centro geográfico do Caminho Francês, ou seja, a metade do Caminho. Chegando em Sahagún é possível obter a Carta Peregrina, um certificado expedido pela Basílica da Virgem Peregrina que atesta que você fez a metade do Caminho, previa comprovação dos carimbos da credencial do peregrino.

Ao chegar em Sahagun, antes de seguir em frente pelo Caminho Francês, você pode ter sua última noite “tranquila” no albergue de peregrinos Cluny de Castilla, situado na antiga masmorra de um palácio renascentista, ou em algum dos hotéis da cidade.

Caminho de Santiago de Madrid: paisagens rurais

Paisagens do Caminho

Etapas do Caminho de Santiago de Madrid (323 Km) – 12 ou 13 etapas

Todas as etapas dessa rota possuem albergues de peregrinos. Como de costume, eu gosto de deixar outras opções de albergues privados, hostels ou hotéis que foram recomendados por outros peregrinos, para ter uma segunda opção caso queiram um quarto duplo, banheiro individual, etc. Não sabemos como terminaremos cada etapa e, às vezes, por diferentes motivos, algumas pessoas preferem ir alternando entre albergues e hotéis. Não nos cabe julgar as razões e isso nunca fará de um caminhante mais peregrino que outro só porque ele preferiu dar-se de presente uma noite em um quarto individual. Afinal, querer fugir dos roncos é humano e não tem nada de errado nisso 😉

1. Madrid – Tres Cantos (25,2 Km)

Hospedagem alternativa: Hostal Tres Cantos

2. Tres Cantos – Manzanares el Real (25,3 Km)

Hospedagem alternativa em Manzanares el Real: Hostel La Pedriza

Quem quiser dormir em Colmenar Viejo tem a opção do Gran Hostal El Chiscón 

3. Manzanares el Real – Cercedilla (20,4 Km)

Hospedagem alternativa em Cercedilla: Hostal La Maya

4. Cercedilla – Segóvia (30,4 Km)

Hospedagem alternativa em Segóvia: Hostal Don Jaime

Outras opções: Hostal Fornos e Hosteria Natura

Quem quiser conhecer La Granja de San Ildefonso, que fica perto, pode se hospedar no Hotel Roma

5. Segóvia – Santa Maria la Real de Nieva (33,3 Km)

Aqui a única hospedagem é o albergue de peregrinos

6. Santa Maria la Real de Nieva – Coca (22,2 Km)

Hospedagem alternativa em Coca: Casa de la Paca

7. Coca – Alcazarén (24 Km)

Aqui a única hospedagem é o albergue de peregrinos

8. Alcazarén – Puente Duero (24,9 Km)

Aqui a única hospedagem é o albergue de peregrinos

Pode-se pegar um ônibus e ir conhecer a cidade de Valladolid de tarde, caso tenha energia. Se quiser seguir mais 5,8 Km, chega-se à cidade de Simancas, a única cidade grande do roteiro que não tem albergue de peregrinos.

Opções de hospedagem alternativas em Simancas: Las Tercias e Hotel Pago del Olivo

9. Puente Duero – Peñaflor de Hornija (27,4 Km)

Aqui a única hospedagem é o albergue de peregrinos

10. Peñaflor de Hornija – Medina de Rioseco (24,3 Km)

Hospedagem alternativa em Medina de Rioseco: Hostal Duque de Osuna

11. Medina de Rioseco – Cuenca de Campos (25,3 Km)

Aqui a única hospedagem é o albergue de peregrinos, mas 5,4 km adiante está a cidade de Villalón de Campos onde você pode se hospedar no Hotel Venta de Alon

12. Cuenca de Campos – Santervás de Campos (21,6 Km)

Aqui a única hospedagem é o albergue de peregrinos

13. Santervás de Campos – Sahagún (19,2 Km)

Hospedagem alternativa em Sahagún: Hostal Domus Viatoris

Também ficou com gostinho de desbravar o Caminho de Santiago de Madrid? Ele termina aqui, mas nada impede que você siga caminhando até Santiago de Compostela. Assim, pouco a pouco vamos conhecendo os trechos marcados na Espanha, na Europa e no mundo!

Leia também:

Fale comigo!

Precisa de ajuda pra se organizar?

CONHEÇA NOSSAS ASSESSORIAS

 

Suzana

Suzana

Jornalista e travel blogger. Aprende o que o mundo ensina e inspira as pessoas a viajarem. Já morou na Finlândia, já trabalhou na Disney, fez o Caminho Inca e vai como peregrina a Santiago de Compostela frequentemente. Vive atualmente em Madri e continua transformando seus feriados e férias de 23 dias ao ano nos melhores períodos da sua vida.

Leave a Reply