Asia

Published on | by Suzana

0

Siga aquela tartaruga!

Em Hanoi tudo gira em torno das tartarugas. Há um lago principal na cidade que é palco de uma lenda que envolve uma tartaruga. O lago fica no Old Quarter, onde era o meu hostal, e serve de orientação. Conta a lenda que o imperador Ly Thai ganhou uma espada mágica enviada pelo céu, com a qual ele conseguiu tirar os chineses do Vietnã. Um dia depois de terminada a guerra ele viu uma tartaruga gigante neste lago, que simplesmente abocanhou a tal espada e sumiu pra sempre nas profundezas do lago. Então eles acreditam que a tal tartaruga foi quem devolveu a espada mágica aos céus, e até fizeram uma torre no meio do lago em sua homenagem.

Mas a minha passagem por Hanoi também foi num flash. Na verdade eu queria mesmo era reencontrar o Ryan, meu parceiro de mergulho em Nha Trang, porque ele também queria seguir pra Sapa. Cheguei cedo em Hanoi, informei-me de preços de passeio pra Halong Bay e do ônibus pra Sapa, e fui encontrar com ele no hostal dele. Ele estava com um monte de gente bacana (que não parecia viciada em internet hehe) e acabamos combinando com mais 2 australianos de ir fazer o passeio à Halong Bay juntos. Adorei! Achei minha turma! Eles não queriam comprar o pacote em uma agência ali (passeios fast food), então decidimos ir no dia seguinte bem cedo de ônibus à ilha de Cat Ba e procurar alguma agência local. A ilha de Cat Ba é a porta de entrada pra Halong Bay.

Decidido isso, eu bem feliz catei mais um xe om (moto-táxi) e fui encontrar o Son, meu amigo do Master de Madrid. Fazia 3 anos que não o via, e foi bem legal. Conheci a empresa que ele tem, de venda de roupas pela internet, almoçamos e pusemos o papo em dia.

Eu e Son em Hanoi, reencontro após 3 anos de terminado o Master!

À tarde fui ao consulado da Tailândia ver se eu precisava tirar visto pra entrar por terra, e soube que a Tailândia tem um acordo com o Brasil que nos dá direito a 90 dias de visto ao cruzar a fronteira, e grátis! Depois fui visitar o Templo da Literatura, onde funcionou a primeira universidade do Vietnã, de discípulos da filosofia e dos ensinamentos do Confúcio. Uma graça, um lugar bem tranquilo e acolhedor. E…adivinha? Com tartarugas por todos os lados!!! Algumas sustentam grandes “lápides” com a história da vida de cada professor que passou por ali, outras estão embaixo de grandes aves, simbolizando a força da terra (tartaruga) e a força dos céus (as tais aves). Tudo em Hanói se move com essas tartarugas, impressionante!

Daí o que aconteceu foi que, à tarde, me senti meio estranha, acho que eram muitos dias dormindo em ônibus e correndo contra o relógio, mais o sol, mais a comida, enfim, percebi que meu corpo estava pedindo calma e resolvi ir ao hostal tomar um bom banho frio e descansar. Não saí de lá até a noite. Uma pena, tinha esta tarde pra conhecer mais coisas, como a catedral e algo mais, mas tinha que deixar meu corpo voltar ao normal. Uma voltinha à noite pra respirar um ar “fresco” e cama. E tchau Hanói!


About the Author

Jornalista e travel blogger. Aprende o que o mundo ensina e inspira as pessoas a viajarem. Já morou na Finlândia, já trabalhou na Disney, fez o Caminho Inca e foi como peregrina a Santiago de Compostela algumas vezes. Vive atualmente em Madri e continua transformando seus feriados e férias de 23 dias ao ano nos melhores períodos da sua vida.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • DESTAQUES DO MÊS

  • HOTÉIS MAIS BARATOS NO BOOKING

    Booking.com