México Cenote Dos Ojos México

Published on | by Suzana

0

Mergulho no Cenote Dos Ojos [México]

Essa era uma pendência na minha bucket list que eu acabei de realizar: um mergulho no Cenote Dos Ojos, no México. Desde a primeira vez que li sobre essas cavernas imensas preenchidas com águas cristalinas, fiquei imaginando como seria mergulhar em um cenote, um lugar de água doce onde você vai com lanternas e seguindo uma corda pra não se perder.

O que você vê no caminho? Estalactites e estalagmites, grandes salões e formações subterrâneas, alguns peixes pequenos e até morcegos. Tudo isso embaixo da água (menos os morcegos, que ficam no teto, e nós subimos até a superfície para vê-los).

Mergulho no Cenote Dos Ojos, México

São mais de 6 mil cenotes distribuídos pela Península de Yucatan, fora os que ainda não foram descobertos. Na própria estrada há placas indicando a entrada de todos eles, ou seja, é só escolher os que você quer conhecer e ir. Se você não estiver de carro, os próprios “colectivos” (leia mais sobre eles aqui) param na estrada principal, e aí você terá que andar mais uns minutos até a entrada.

Dá pra fazer snorkel e a área de acesso a eles é enorme, em vários pontos diferentes. Você pode levar sua própria máscara de mergulho e o uso de colete não é obrigatório – mas eles alugam caso você prefira. Para fazer mergulho com cilindro, você só precisará ir até a escola de mergulho e eles se encarregam de levar você e todo o equipamento até o local.

Cenote no México

Tive a minha primeira experiência no Cenote Dos Ojos graças à Akumal Dive Center, um Centro de Mergulho enorme e super bem equipado, localizado na linda praia de Akumal, lugar onde você também pode nadar com as tartarugas marinhas. Vale lembrar que você usará menos lastro (pesos) na cintura porque, além de estar em um ambiente de água doce, não descemos mais de 6 metros de profundidade.

LEIA TAMBÉM: O QUE FAZER NA RIVIERA MAIA

Depois de provar a roupa de neoprene, nadadeiras, colete flutuador e conferir os demais equipamentos, fomos com o nosso instrutor ao cenote e recebemos instruções sobre a rota que faríamos. O primeiro mergulho era a rota do lado direito, que entrava mais luz solar que a do outro lado. O segundo mergulho era até a “bativueva”, um lugar cheio de morcegos. Nos dois casos íamos seguindo a “linha Barbie”, que orienta até onde pode-se ir nesse percurso aquático, e íamos nadando ou ao lado ou em cima dela.

Mapa do Cenote Dos Ojos

A água é fresquinha e fui entrando nela com uma mistura de frio, medo e ansiedade. Não consegui equalizar os ouvidos de primeira e o instrutor me fez sinal de que eu poderia ir por cima, pelo menos no começo. Ligamos as lanternas e fomos em frente até passar por um túnel onde os que estão de snorkel já não têm acesso. Começa a aventura!

E o que eu vi foi uma sucessão de salões imensos subterrâneos cheios de formações lindas por todos os lados! A lanterna do instrutor iluminava bem mais que as nossas e ele ia nos mostrando o que tinha de interessante pra ver ali. Íamos um detrás do outro com um espaço de 2 metros entre cada um, bem devagar e fazendo pernada de peito, ao invés de crowl, seguindo suas recomendações.

Buceo en el Cenote Dos Ojos

Dava pra ver tudo bem nítido, era como se estivéssemos voando! O que me chamou a atenção foi o silêncio…enquanto no mar você ouve barcos barulhentos, ali não tinha nenhum som de motor: só 3 mergulhadores avançando bem lentamente e curtindo essa paisagem do outro mundo só pra gente.

Entre um mergulho e outro nós deixamos todo o equipamento em umas mesas ao lado do cenote e levamos ao carro somente o cilindro vazio, e na volta trazemos outro cheio. Ainda bem que o Thiago me ajudou e carregou o meu 😉

O que é um cenote?

Lá dentro as fotos não saem boas porque há muito pouca luz (e não tenho uma super câmera aquática). Senão daria pra ver a família linda de morcegos no teto da Baticueva 🙂 nós subimos e saímos à superfície só pra vê-los, e há um monte deles voando. Os demais estavam pendurados de cabeça pra baixo, como deve ser 😉

Fotos do Cenote Dos Ojos

Já sabemos, mergulhador não deve colocar a máscara na testa, mas eu estava no mundo da lua ainda…não nos julguem!

MAIS DICAS DA RIVIERA MAYA

O mergulho no cenote Dos Ojos foi a convite da Oficina de Turismo da Riviera Maya e da Akumal Dive Center.

Tags: , , , , , , , ,


About the Author

Jornalista e travel blogger. Aprende o que o mundo ensina e inspira as pessoas a viajarem. Já morou na Finlândia, já trabalhou na Disney, fez o Caminho Inca e foi como peregrina a Santiago de Compostela algumas vezes. Vive atualmente em Madri e continua transformando seus feriados e férias de 23 dias ao ano nos melhores períodos da sua vida.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • DESTAQUES DO MÊS

  • HOTÉIS MAIS BARATOS NO BOOKING

    Booking.com