Buen Camino

10 razões para voltar ao Caminho de Santiago

By agosto 2nd, 2018 22 Comments
Mansilla de las Mulas

É assim: você faz o Caminho de Santiago, adora, faz amigos, aprende grandes lições, pega sua tão sonhada Compostela e…já começa a pensar quando vai fazê-lo de novo.

Por que isso acontece?

A resposta é simples: aconteceu algo dentro de você. Algo muito bom, que você não sabe como chamar. Ou talvez até saiba. Você teve aquele gostinho e não teve outra: viciou. Sim, o Caminho vicia. Mas é um vício bom, vamos combinar.

Caminho de Santiago

Pode ser que você não pense em voltar logo em seguida. As bolhas vão precisar ser curadas antes. O sono vai ter que ser reposto. O corpo vai deixar de ser tão exigido por semanas a fio. Você vai ganhar os quilos que perdeu rapidinho hehehe (desculpa mas eu tinha que falar a verdade).

Mas daí você faz um grupo do Caminho de Santiago no Facebook. Secreto, só pros seus amigos peregrinos. E daí um posta alguma foto nesse grupo. Todos lembram daquele dia e uma leve nostalgia invade essas mentes de maneira instantânea. Daí você vai visitar alguns deles nos seus respectivos países e conversa muito sobre tudo e todos. Chega o longo inverno e você continua com a cabeça naquele por do sol do verão de Finisterra.

Finisterra

Foram tantos perrengues e tantos momentos bons que você continua fazendo aquela sensação durar meses e até anos. Tem gente que fala mesmo que se passaram muitos anos e parece que foi ontem.

Mas por que voltar, voltar por que? Se eu não quero estragar aquela boa sensação… Elementar, meu caro peregrino: cada Caminho é único, assim como cada experiência vivida nele. Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia. Mas será ótimo, como sempre! Não acredita?

Cruz de Ferro

Em 2015 voltei a fazer os últimos 115 km entre Sarria e Santiago pela terceira vez. E tive um choque: parecia que nunca tinha percorrido esse trecho. Não me lembrava da maioria do trajeto! Fiquei até preocupada, pensei que tinha esquecido tudo desde a minha primeira vez há 6 anos – não pode ser, fazia tão pouco tempo…

 Caminho de Santiago Caminho de Santiago Caminho de Santiago

Pois é. Talvez nas outras vezes eu tenha passado conversando com alguém por esses trechos e não me dei conta do caminho. Outra possibilidade é ter passado por ali em outra hora do dia, de tarde ao invés de cedinho. Ou estava chovendo e não dava pra ver nada. Ou estava escuro, antes de amanhecer, e não vi nada mesmo.

Mas o fato é que na minha terceira vez ali era como se fosse a primeira. E outro fator que conta bastante é o seguinte: eu não sou mais a mesma de 6 anos atrás. Eu tenho mais bagagem acumulada e, com certeza, outros olhos. Eu enxergo coisas novas a todo instante porque sei como buscá-las. E por isso o Caminho pra mim se tornou algo que sempre vai ser novo, sempre vai ser a minha primeira vez nele. E achei isso fantástico!

Caminho de Santiago

Você também pode fazer mais vezes o mesmo trecho como se fosse algo novo. Como fazer isso?

  • Pare em cidades onde não parou anteriormente.
  • Fique em outros albergues.
  • Pare em outros bares. Converse mais com os donos deles.

Bar Verde Caminho de Santiago

  • Perca o foco. Não siga tanto as regras dos demais, nem mesmo as suas próprias.
  • Siga as placas indicando as bifurcações a lugares lindos e escondidos que ninguém costuma ir (pela pressa…)

Castromayor

  • Caminhe menos quilômetros em alguns dias se quiser.
  • Caminhe de tardezinha e chegue algum dia no albergue lá pelas 9 da noite.
  • Saia pra caminhar mais tarde e perca mais tempo durante o seu dia.

Caminho de Santiago

  • Saia alguns dias às 8 da manhã do albergue.
  • Molhe os pés ou entre de corpo inteiro nos rios (frios) do Caminho.

Caminho de Santiago

Em resumo, adote outro ritmo e você verá um Caminho novinho em folha à sua frente, esperando pra ser degustado com a calma que ele merece.

E prepare-se… porque esse vício não tem cura:)

Leia também:

 

 

 

Suzana

Suzana

Jornalista e travel blogger. Aprende o que o mundo ensina e inspira as pessoas a viajarem. Já morou na Finlândia, já trabalhou na Disney, fez o Caminho Inca e vai como peregrina a Santiago de Compostela frequentemente. Vive atualmente em Madri e continua transformando seus feriados e férias de 23 dias ao ano nos melhores períodos da sua vida.

22 Comments

Leave a Reply