Buen Camino Caminho Inglês de Santiago

Published on | by Suzana

3

Etapas do Caminho Inglês

As etapas do Caminho Inglês de Santiago são 6, mas ele pode ser feito de 5 a 7 dias. Tudo vai depender de quanto você decidir caminhar por dia. É uma boa opção para quem tem pouco tempo e quer fazer um caminho do princípio ao fim, em lugar de fazer apenas trechos de outros caminhos. Também é para aqueles peregrinos que já fizeram outros Caminhos e querem conhecer um caminho menos massificado, bem verde e tranquilo.

Esse Caminho foi o 5º mais percorrido em 2017, ficando atrás do Caminho Francês (escolhido por 60% das pessoas), do Caminho Português (20%), Caminho do Norte (6%) e Caminho Primitivo (4,5%). 3,7% escolheram o Caminho Inglês. Se você quiser andar sossegado, já sabe onde ir 😉

Chegando a Neda, no Caminho Inglês

Chegando a Neda, no Caminho Inglês

O Caminho Inglês teve o seu traçado original na saída de Ferrol alterado recentemente, mas está bem sinalizado com as flechas amarelas e conchas. Há duas opções de início: Ferrol (110 Km) e A Coruña (96 Km), ambas na região da Galícia. O bacana desses dois trajetos com inícios diferentes é que, se quiser repeti-lo, pode começar pelo outro e, assim, aventurar-se por novas paisagens.

Onde dormir em Ferrol: Hotel Almendra

Quem começa o Caminho de Santiago em A Coruña recebe a Compostela, que é o diploma que comprova a sua peregrinação, nesses 3 casos:

Mapa do Caminho Inglês

Há mais Caminhos de Santiago no mundo do que sonha a nossa vã filosofia. Eu vejo isso como uma vantagem e um bom sinal! Isso significa que há muita gente nesse mundo que gosta de sair da sua zona de conforto e lançar-se ao desafio de caminhar por dias a fio, levando só o básico na mochila e descobrindo durante o trajeto muito mais coisas do que ela poderia sonhar.

Cada caminho é diferente, assim como caminhar em determinadas épocas do ano faz com que ele seja outro. E voltar ao Caminho também te traz novas sensações, novas bagagens, porque você nunca é o mesmo de antes.

Seja qual for o motivo que o trouxe até essas páginas e que o levará ao Caminho de Santiago em breve, seja indo sozinho, com amigos ou em família, sempre vale a pena reservar uns dias a cada ano pra calçar as botas e ir passar uns dias nesse mundo paralelo de aprendizados constantes.

Etapas do Caminho Ingles

Veja a seguir os 6 vídeos da minha experiência no mês de julho. Todos têm menos de 2 minutos. O problema que tive foi que escolhi uma semana muito concorrida dentro desse mês, já que eu e todos os que tomamos essa decisão queríamos chegar a tempo de participar da Festa do Apóstolo Santiago, que acontece na 2ª quinzena de julho. Por isso o Caminho estava mais cheio que o normal. Tenha isso em mente porque os poucos albergues, que costumam ser suficientes o resto do ano, lotam durante esses dias . Mas seguindo essa e as demais recomendações que deixo a seguir, você vai gostar bastante dessa experiência. Vamos lá?

Dia 1: Ferrol a Neda (15 Km)

Peguei o ônibus de Madrid à meia noite e cheguei em Ferrol às 8:00 da manhã. No caminho para pegar a credencial na Concatedral de San Julián de Ferrol (que só abre às 10:30 da manhã), parei para tomar café. O centro da cidade é bem bonitinho e, se você vai caminhando em direção ao marco zero do Caminho Inglês, passará pelo edifício azul da Pescadería e verá que bonita é a arquitetura da cidade. Há uma Oficina de Atenção ao Peregrino com mapas e onde você pode carimbar a sua credencial antes de começar.

Há um traçado novo no primeiro dia do Caminho Inglês, que vai de Ferrol a Neda, mas ainda assim a saída da cidade é bem industrial. Pouco a pouco você vai deixando essas paisagens pra trás até chegar a Neda. Há quemcaminhe esse primeiro dia direto até Pontedeume, mas gostei de começar fazendo 15 Km e ir deixando meu corpo ir pegando o ritmo pouco a pouco. O albergue de Neda é pequeno e costuma ter suficientes camas pra todos. Caso esteja cheio quando você chegar, fique na Pensión Maragoto ou, se quiser mais conforto (e uma piscina!), fique no Pazo da Merced.

Dia 2: Neda a Pontedeume (16 Km)

Saí às 6:45 da manhã, dessa vez na companhia de um casal italiano muito simpático. Tomamos café só às 8:15, assim adiantamos um bom trecho. A etapa foi curta e bonita. Passamos por florestas de eucalipto, fizemos fotos nos campos de feno, passamos pela praia da Magdalena (da próxima vez vou parar e dar um mergulho) e chegamos na cidade à beira do rio Eume pela sua ponte (daí vem o nome Pontedeume) e peguei a última vaga do albergue público. Os italianos ficaram na Pension Casa Apilladeira e gostaram muito. Não perca a missa das 20:00 na Igreja de Santiago!

Dia 3: Pontedeume a Betanzos (20 Km)

Saímos outra vez cedinho, às 6:45, e a ponte estava linda, toda iluminada! A saída é um subidão infernal, por isso fomos bem devagar. Mais adiante vimos orreos, pontes antigas, parreiras, até pararmos para o café. Parei pra ver a igreja de Betanzos (que cidade fofa!) e cheguei por último ao albergue, de novo! Tinha uma fila enorme e apenas 35 lugares. O albergue municipal é lindo, fica em um edifício histórico e tem cozinha toda equipada. Coma a famosa e deliciosa tortilha de batata da Casa Miranda, caso o mesón O Pote esteja fechado. E, caso fique sem alojamento, o Hotel Villa de Betanzos é lindo e silencioso e fica bem no centro.

Dia 4: Betanzos a Hospital de Bruma (28 Km)

Essa etapa é bastante longa e cansativa, e o primeiro bar fica em Presedo. Aliás, Presedo está na metade do caminho e tem um albergue (nota mental: dormir lá da próxima vez e dividir essa etapa em 2). O dia inteiro foi de subidas bem pesadas. Antes da subida final, em San Paio de Vilacova, tem um bar. Aproveite porque é o último da etapa. O albergue de Hospital de Bruma estava completo mas já tínhamos reservado no hotel do seguinte povoado O Mesón do Vento (anote e reserve: Hotel Canaíma, mas muita gente também fica no O Mesón Novo , que está ao lado).

Dia 5: Hospital de Bruma a Sigüeiro (24 Km)

Essa etapa foi mais fácil, e além disso, ao sair, vimos um amanhecer maravilhoso com vários tons de vermelho e uma bruma cobrindo toda a região. Hoje vimos até um dinossauro, mas conseguimos fugir dele 😉 O caminho é mais plano e há uma reta final de 5Km até Sigüeiro que já nos haviam avisado que era chata e monótona, e realmente é. Vá preparado pra cantar, conversar e outras técnicas pra seguir em frente! A cidade de Sigüeiro não tem albergue municipal, só privados, e eu recomendo fortemente o Albergue Camiño Real, o melhor de todos. Ele tem, além das beliches, quartos com camas baixas e quartos duplos, além de um café da manhã farto e delicioso! Mandem um abraço meu pra Alicia, a querida proprietária, se dormirem lá 😉

Dia 6: Sigüeiro a Santiago de Compostela (16,7 Km)

O último dia sempre é uma mistura de alegria e tristeza por chegar a Santiago de Compostela. É sempre o mais introspectivo também. Saímos na companhia de vários peregrinos enquanto íamos cruzando bosques e zonas rurais, até chegar a uma parte industrial e chatinha, o Polígono Industrial do Tambre. A partir daí entramos em Santiago pela sua parte norte, e o primeiro que avistamos é a Igreja de San Francisco. Dali é só virar à esquerda e seguir até a praça do Obradoiro, onde sempre há uma alegria indescritível!

Espero que esses vídeos ajudem na sua preparação para percorrer os 110 Km do Caminho Inglês de Santiago! Chegando na cidade você tem a opção de dormir no Albergue Seminário Menor, que é o albergue municipal, mas ele está a 10 minutos do centro da cidade. Com as pernas cansadas, muita gente aproveita a chegada para se dar de presente um quarto só para si na lindíssima Hospedería San Martin Pinario, que fica em um antigo monastério ao lado da catedral e tem uma ala reservada para peregrinos, com quartos simples mas acolhedores. Depois que eu fiquei lá pela primeira vez, sempre tento voltar. Se não tiver vaga, outras opções que recomendo são a Pensión Residencia Fonseca ou o albergue The Last Stamp.

Mas se você quiser um pouco mais de conforto e um super jardim pra relaxar, e ainda estar a 300 metros da catedral, o hotel Virxe da Cerca, que pertence ao grupo de Pousadas de Compostela, vai conquistar o seu coração.

Guia Caminho de Santiago That Good Trip

Se tiver dúvidas sobre a preparação para o Caminho, como organizar os itens em uma mochila pequena e útil, como escolher os albergues e outras dicas, faça o download desse guia grátis! Siga-me na página do That Good Trip no Facebook e não perca os novos posts. E pra quaisquer outras questões, deixe um comentário aqui abaixo que eu respondo todos! Bom Caminho!

Tags: , , , ,


About the Author

Jornalista e travel blogger. Aprende o que o mundo ensina e inspira as pessoas a viajarem. Já morou na Finlândia, já trabalhou na Disney, fez o Caminho Inca e foi como peregrina a Santiago de Compostela algumas vezes. Vive atualmente em Madri e continua transformando seus feriados e férias de 23 dias ao ano nos melhores períodos da sua vida.



3 Responses to Etapas do Caminho Inglês

  1. Pretendo fazer o caminho inglês em Setembro próximo, e tenho ouvido comentários sobre uma deficiente sinalética que pode levar os peregrinos a perderem-se. Alguém
    me sabe informar se na verdade a falta de sinalética; as setas amarelas , nos pode induzir em erro ? Obrigado.

    • Suzana says:

      Olá Antonio! A primeira parte do Caminho Inglês sofreu modificações mas está toda bem sinalizada, bem como as seguintes etapas. Antes de começar seu caminho, em setembro, passe pela oficina do peregrino, que fica ao lado da primeira marcação do Caminho, e veja se houve mais modificações. As únicas queixas que ouvi ultimamente foram os poucos lugares nos albergues públicos, por isso pode-se precisar reservar algum particular (há sugestões de onde dormir no post). Bom Caminho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑
  • DESTAQUES DO MÊS

  • HOTÉIS MAIS BARATOS NO BOOKING

    Booking.com